Veja a lista dos 13 senadores que votaram contra o marco legal do saneamento

Conforme noticiado pelo Conexão Política, o Senado aprovou ontem (24) o Projeto de Lei (PL) 4.162/19, que trata do novo marco do saneamento. A medida já havia passado pela Câmara, após muita discussão e seguiu para sanção presidencial.

O projeto viabiliza a injeção de mais investimentos privados no serviço de saneamento.

Hoje, em 94% das cidades brasileiras, o serviço de saneamento é prestado por empresas estatais. As empresas privadas administram o serviço em apenas 6% das cidades.

Com a proposta, empresas privadas também poderão participar de licitações do setor. Assim, prefeitos e governadores podem optar pela licitação ou por firmar termos de parceria diretamente com as empresas estatais. Se sancionado o projeto pelo presidente da República, as empresas estatais não poderão firmar novos contratos para a prestação do serviço sem participar de licitação junto com as empresas privadas.

Votação

O projeto de lei recebeu 65 votos favoráveis e 13 contrários a aprovação do marco legal do saneamento básico, que pretende universalizar o acesso a água tratada e a coleta de esgoto, com a entrada de empresas privadas no setor.

Nomes

O Conexão Política separou os 13 nomes dos senadores contrários ao projeto.

Veja quem são:

Sérgio Petecão (PSD-AC)

Randolfe Rodrigues (Rede-AP)

Jaques Wagner (PT-BA)

Eliziane Gama (Cidadania-MA)

Weverton Rocha (PDT-MA)

Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB)

Paulo Rocha (PT-PA)

Humberto Costa (PT-PE)

Jean-Paul Prates (PT-RN)

Zenaide Maia (PROS-RN)

Paulo Paim (PT-RS)

Mecias de Jesus (Republicanos-RR)

Rogério Carvalho (PT-SE)

VIA: CONEXÃO POLÍTICA